Showing posts with label Portugal. Show all posts
Showing posts with label Portugal. Show all posts

Thursday, 16 November 2017

Reflexos

"Nenhum ser humano esquece o dia em que o pai morreu. Dizem que é o momento em que nos tornamos adultos e o futuro nos é confiado como a chave de uma mansão de que somos enfim herdeiros. Fingimos que assumimos a vida como senhores do nosso destino, mas a orfandade nada nos oferece a não ser a solidão dos que se descobrem entregues à sua sorte.
Vivi essa tragédia pessoal numa jornada estranha, uma daquelas tardes em que tudo parece suceder ao mesmo tempo, como se Deus jogasse com a nossa desgraça tirando-nos com uma mão o que nos dá com a outra. A vida tem, aliás, destas coisas. Tropeçamos nos anos como se estivéssemos anestesiados, não passamos de sonânbulos a vaguear por um sonho cujos contornos mal discernimos, perdidos num labirinto tecido pelos mistérios que assombram os caminhos abertos diante de nós. De repente, como por encanto, ou talvez graças a um desconcertante passe de ilusionismo, os acontecimentos aceleram e tudo se precipita."


José Rodrigues dos Santos, O Homem de Constantinopla



Wednesday, 4 October 2017

Pt

"Em menos de duas horas, todos os 281 habitantes de Viscos já sabiam que acabava de chegar ao vilarejo um estrangeiro chamado Carlos, nascido na Argentina, que morava na aprazível rua Colômbia, em Buenos Aires. Esta era a vantagem das cidades muito pequenas: não é preciso fazer nenhum esforço para que logo descubram tudo sobre a sua vida pessoal."

Paulo Coelho, O Demónio e a Senhorita Prym 


Monday, 11 May 2015

Para nao esquecer


"Take me to church
I'll worship like a dog at the shrine of your lies
I'll tell you my sins and you can sharpen your knife
Offer me that deathless death
Good God, let me give you
 my life
If I'm a pagan of the good times
My lover's the sunlight
To keep the Goddess on my side
She demands a sacrifice"
Hosier - Take Me To Church, lyrics



Foi duro, mas conseguimos.
Foi uma Vitoria para ambas.
Nunca pensei que conseguiriamos.
Dois meses de tratamentos intensivos.
Dias longos, cansativos, desesperantes... a testar-nos a paciencia, a Resistencia.
As manhas que se arrastavam pela tarde fora. Ora eram as maquinas que se avariavam, ora era o ar condicionado sem o qual as maquinas nao podiam operar ou entao o sistema informatico, ou ainda as Greves dos Auxiliares Hospitalares.
As loooongas horas nas salas de espera... Quase todos os dias as mesmas caras conhecidas, marcadas pelo sofrimento comum.  A ingenuidade e inocencia dos que ainda estão a começar, que nao ainda não conhecem o doloroso e devastador caminho que os espera. As vozes energicas que rapidamente se vao silenciando, à medida que as cicatrizes vao aparecendo, que as mutilações se tornam permanentes. O desgaste e desalento dos que travam a batalha ha mais tempo.

Saturday, 2 May 2015

Presente

"... os eventos inesperados que a vida nos atira são uma lembrança constante da prodigiosa e multifacetada imaginação que o presente nos oferece, sempre a ultrapassar as nossas melhores e piores expectativas. Enquanto o futuro vive num território idílico de um sonho espiritual qualquer, o presente insiste sistemáticamente em abanar a carruagem com curvas apertadas, descidas abrutas e rodas soltas."

David Fonseca, no Prefácio de 
Nunca Desistas de Viver: Sofia Lisboa

Tuesday, 28 April 2015

Parar*


"Há dias em que o teu corpo te obriga a parar. Ouve o que ele te diz. Precisas de ti, inteira. Precisas mais de ti, do que dos outros. 
Cuida de ti. Cuida mais e melhor de ti. Fica atenta aos sinais que a tua pele te dá.
E nestes dias, em que precisas mais de ti, abraça-te. Não te preocupes com o resto do mundo. Porque o mundo vai continuar a ser o mesmo no teu regresso. E quem (e o que) tiver de esperar, se for importante, espera.
Repara em ti e celebra o que de melhor tens na (tua) vida: a tua saúde, o teu tempo, a tua liberdade, o teu amor, o teu pequeno mundo dos afectos.
E sabe, acredita com todas as forças, que algumas paragens que a vida te obriga a fazer, quando feitas no momento certo, ensinam-te a esperar pelo comboio que te leva ao destino. O teu.
Sim, pára e cuida de ti. O mundo pode esperar."
>>créditos texto: Às 9 no meu blog



*Sábias palavras durante a minha estadia forçada em Portugal...

Recomeçar

"Às vezes, a vida cai-nos aos pés com o peso e o frio de uma bola de chumbo."
in Recomeçar, Maria Duenas

Monday, 1 July 2013

O que ando a ler...


 
Uma amiga foi a Pt e trouxe-me este livro, para me fazer sentir "normal" outra vez!!
 
Um livro leve e divertido para Quem tem filhos Adolescentes!
 
 

Thursday, 6 June 2013

Divagações

E se os dias tem estado bons, os fins de tarde tem estado ainda melhores.
Hoje na viagem de regresso depois de ter ido levar a M. ao Karate, deixei o pensamento voar até a um passado distante e relembrei com um misto de saudade e alguma nostalgia aqueles entardeceres quando ainda viviamos em Portugal e eu fazia mais de 180 km por dia  para ir levá-la  ao Club de Inglês, no Parque das Naçoes, em Lisboa. Assim que entrava na Ponte Vasco da Gama acelerava até ter o Tejo e a magnifica paisagem de Lisboa no meu horizonte. Depois abrandava e curtia o fantastico pôr do sol que sempre vislumbrava por detras dos altos edificios. Naquela altura, a M. tinha 4 ou 5 anos  e queria muito aprender a falar inglês para poder vir ter com o Papá, que já se encontrava a trabalhar na Inglaterra e que a M. via todos os dias "dentro" do computador...
E isto hoje porquê?
Porque recebi boas notícias!
Na caixa do correio, estava uma carta da escola da M. a dar-lhe os Parabéns pelo excelente desempenho no final de mais um ano escolar. Quaisquer que fossem os nossos receios iniciais em relação à sua adaptação a este nosso percurso de vida, e sua respectiva aprendizagem  não tinham razao de ser, já que ela parece continuar a dedicar-se às suas actividades com o mesmo gosto e garra que demontra desde pequena.
Esta semana começou o 9º ano. Ainda não me habituei. Embora me pareça um pouco estranho este método, compreendo que facilite bastante pois quando voltarem das férias em Setembro já conhecem os Professores, os novos colegas e começam logo a trabalhar com afinco e  energia redobrada.

 

Sunday, 10 February 2013

Sons da Alma


Foto: aurea.com.pt

Com o passar dos anos temos vindo a perder contacto com o que se vai produzindo no nosso país.
Muito raramente assistimos a programas de televisão portugueses, pois preferimos as series e os filmes da televisão inglesa, mas aqui há tempos num desses momentos de zapping pelas centenas de canais que temos disponiveis, deparamo-nos com uma cena bastante caricata numa telenovela portuguesa. E apartir daí ficamos viciados na "Doida Por Ti", a novela que antecede o jornal das 8h da TVI. Mas o que me chamou a atenção, alem do divertido enredo, foram as musicas giras que fazem parte da banda sonora.  E foi assim que descobrimos a voz da Aurea, (entre outros) e temas como "Okay Alright", "Busy(for me)", e "Scratch my back". É muito bom ouvir novas sonoridades e ver o talento das novas gerações.

Tuesday, 6 November 2012

Animal Farm I

Tenho de agradecer há M. (as coisas que aprendo com a minha filha) ter-me dado a conhecer uma das melhores pérolas literárias que li nos ultimos tempos, e que confesso desconhecia. Fica o registo de algumas das passagens que mais me tocaram. Qualquer semelhança com a realidade da Europa dos nossos dias, só pode ser pura coincidência...

"Comrades, he said, I trust that every animal here appreciates the sacrifice that Comrade Napoleon has made in taking this extra labour upon himself. Do not imagine, comrades, that leadership is a pleasure! On the contrary, it is a deep and heavy responsibility. No one believes more firmly than Comrade Napoleon that all animals are equal. He would only be too happy to let you make your decisions for yourselves. But sometimes you might make the wrong decisions, comrades, and then where should we be? Suppose you had decided to follow Snowball, with his moonshine of Windmills - Snowball, who, as we know, was no better than a criminal? 
He fought bravely at the Battle of the Cowshed, said somebody.
Bravery is not enough, said Squealer. Loyalty and  obedience are more important. And as to the Battle of the Cowshed, I believe the time will come when we shall find that Snowball's part in it was much exaggerated. Discipline, comrades, iron discipline! That is the watchword for today." 
George Orwell, Animal Farm - 1945

Sunday, 6 May 2012

Porto

International Slavery Museum - Liverpool


























No entanto...
Mesmo estanto fisicamente longe é impossível ficar indiferente ao passado, às nossas gentes, à nossa música, às nossas raízes!

Sunday, 29 April 2012

Em casa!

A data passou-me completamente despercebida. Mas este mês fez 7 anos que cheguei há ilha. Só me lembrei porque uma amiga me perguntou como estava e se me sentia feliz aqui. Como estou?
Sinto-me em casa.

Wednesday, 25 April 2012

Persistência


Passaram-se só (!!!) 3 anos e meio desde este meu post mas finalmente vou lê-lo!

Sunday, 20 November 2011

Keep Calm ...

And Carry On Cooking

Sexta      - Bacalhau assado c/ arroz de feijão
Sábado   - Carne de Porco à Alentejana
Domingo - Arroz de Pato
Segunda  - Robalo ao Sal
Terça      - Caril de frango
Quarta    - Frango Assado à Tio Zé
Quinta    - Bacalhau à Brás
Sexta     - Sushi (fora pois estava de rastos!)

Sunday, 30 October 2011

Pt

"Fui até à rua onde vivemos; ...
  »Procurei as pessoas com quem me costumava encontrar para beber uns uísques ao fim da tarde. A maioria já não vive ali, as que ficaram queixam-se da constante sensação de insegurança. Andei pelos lugares onde passeava, e senti-me um estranho, como se já nada daquilo me pertencesse. O pior de tudo é que o sonho de voltar um dia ia desaparecendo à medida que eu me encontrava com a cidade onde nasci.
  »Mesmo assim, foi  necessário. As canções do exílio ainda continuam no meu coração, mas sei que nunca mais voltarei a viver no Líbano. De alguma maneira, os dias passados em Beirute ajudaram-me a perceber melhor o lugar onde estou agora, e a valorizar cada segundo que passo em Londres."

Paulo Coelho, A Bruxa de Portobello

Wednesday, 28 September 2011

setembro*

O mês começou frio e ventoso. Ideal para retomar a leitura interrompida pelo tempo ameno que se fez sentir durante o Verão. Um dos novos livros adquiridos foi  "A Ponte Invisivel" da Julie Orringer que já li e reli, apesar das suas 797 páginas. Uma história marcante. Gostei bastante.

Mas a grande desilusão foi mesmo com o "Hoje Preferia Não Me Ter Encontrado"  da Nobel Herta Muller. E tudo por causa da sua tradução e do acordo ortográfico. Não consigo ler um livro onde de 2 em 2 minutos tenho que corrigir mentalmente o que lá está escrito.



* segundo o acordo ortográfico.

Sunday, 24 July 2011

Saborear





Prato Principal
Pato Assado com Laranja
servido com arroz branco e seasonal four leaf salade
  • Garrafeira
Lindeman's Shiraz-Cabernet - Vintage 2010. Australia
  • Sobremesa
Bolo de Prata da Avó + Café


Friday, 8 July 2011

RIP

" Suportei as rodas baixas da fortuna, partilhei a humilhação da diáspora dos portugueses de África, conheci o exílio no Brasil e em Espanha. Aprendi a levar a pátria na sola dos sapatos."
Maria José Nogueira Pinto