Thursday, 16 November 2017

Reflexos

"Nenhum ser humano esquece o dia em que o pai morreu. Dizem que é o momento em que nos tornamos adultos e o futuro nos é confiado como a chave de uma mansão de que somos enfim herdeiros. Fingimos que assumimos a vida como senhores do nosso destino, mas a orfandade nada nos oferece a não ser a solidão dos que se descobrem entregues à sua sorte.
Vivi essa tragédia pessoal numa jornada estranha, uma daquelas tardes em que tudo parece suceder ao mesmo tempo, como se Deus jogasse com a nossa desgraça tirando-nos com uma mão o que nos dá com a outra. A vida tem, aliás, destas coisas. Tropeçamos nos anos como se estivéssemos anestesiados, não passamos de sonânbulos a vaguear por um sonho cujos contornos mal discernimos, perdidos num labirinto tecido pelos mistérios que assombram os caminhos abertos diante de nós. De repente, como por encanto, ou talvez graças a um desconcertante passe de ilusionismo, os acontecimentos aceleram e tudo se precipita."


José Rodrigues dos Santos, O Homem de Constantinopla



Wednesday, 4 October 2017

Pt

"Em menos de duas horas, todos os 281 habitantes de Viscos já sabiam que acabava de chegar ao vilarejo um estrangeiro chamado Carlos, nascido na Argentina, que morava na aprazível rua Colômbia, em Buenos Aires. Esta era a vantagem das cidades muito pequenas: não é preciso fazer nenhum esforço para que logo descubram tudo sobre a sua vida pessoal."

Paulo Coelho, O Demónio e a Senhorita Prym 


Tuesday, 19 September 2017

Room with a View - Stockholm

View from our Suite @ Hilton Stockholm Slussen


Devaneios

"O poeta é um fingidor.
Finge tao completamente
Que chega a fingir que é dor
A dor que deveras sente"

Fernando Pessoa

A carruagem estava vazia e por isso escolhi o meu lugar preferido à janela, ligeiramente aquecida e iluminada por uns timidos raios de sol. Aos primeiros solavancos, deixei o pensamento voar solto e inevitavelmente voltei aos acontecimentos dos ultimos 2 meses. Uma vez mais, questionei-me: como foi possivel?! E de repente veio-me à memória os primeiros versos de um poema de Fernando Pessoa .. De tanto criar uma ilusão, de tanto fingir e repetir, acabei sem me dar conta acreditando profundamente numa mentira, enganando-me sobretudo a mim mesma e colocando toda a minha energia e esperança numa causa da qual sabia à partida, ser impossivel sair vencedora. Dizem que a diferença entre ficção e realidade é... que a ficção tem de fazer sentido. E o choque da realidade nao poderia ter sido mais brutal.
Sinto-me a sair de um longo caminho percorrido e a finalmente deixar o torpor dos ultimos meses para trás. Quero delinear um novo percurso, novos objectivos. E novamente perdida em devaneios, dei por mim a recordar as palavras de um outro conhecido poeta português :

"Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga: "vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou,
— Sei que não vou por aí."

José Régio

Saturday, 26 August 2017

O Teu Jardim

The Journey of my life has ended now
And I shall return to the earth
From whence new life springs.

I shall live on in the flowers
And in the trees around you
In the breeze and in the birdsay.

Smile when you think of me
And do not mourn
My journey was good.


Foi com estas palavras finais de reflexão que nos despedimos.
O calor do sol quase a pique ajudou-nos a encontrar o local que sentimos perfeito, numa pequena clareira junto ao Memorial Garden. Depositamos as tuas cinzas no sopé de uma árvore, ao lado de um banco de jardim, e com uma magnifica vista sobre o vale. Os pássaros chilreavam e pequenas borboletas brancas esvoaçavam em redor das flores, naquele que será eternamente o Teu jardim...

Friday, 11 August 2017

Para sempre


"No person is ever truly alone
Those who live no more
Whom we loved
Echo still within our thoughts.
Our words, our hearts
and what they did and who they were
Becomes a part of all that we are
Forever."

Sunday, 23 July 2017

Vai e sê muito feliz

Nunca tivemos um relacionamento facil.
Nestes ultimos dois anos e meio fiz tudo o que pude para te dar uma nova vida, e na minha arrogancia achei que te poderia salvar. Queria no meu egoismo, ter-te ao meu lado mais tempo, mesmo sabendo que preferias partir. Pedi-te que lutasses, que valeria a pena, nao tendo em conta o teu sofrimento, o teu desejo de liberdade. Desculpa!
Houve momentos em que desesperei, que perdi a paciencia, e que no meio da tua insanidade, duvidei e quase perdi a minha. Perdoa-me!
Nao estava preparada para te perder agora.
Disseram-me que foi rapido e que nao sofreste. Que era Melhor assim.
Apesar de estar exausta e no limite das minhas forças, nao te queria ver partir ainda.
Gostava mesmo muito ti, Mãe. Vai em paz. Espero que estejas bem e que finalmente sejas feliz!

Sunday, 9 July 2017

"Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Não existem vidas perfeitas. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os obstáculos, de todas as dificuldades, frustrações e perdas. Ser feliz não é ter tudo o que queremos. É conquistar o que precisamos sem nunca perder de vista a nossa essência, a fibra e a massa de que somos feitos, o lugar de onde viemos, as raízes que nos seguram e, tão importante, quem nos dá a mão ao longo do caminho."
>>creditos texto: As 9 no meu blog

Monday, 3 July 2017

Blog e afins

Comecei este blog numa altura em que só trabalhava em part-time e tinha tempo para me dedicar a registar pequenos momentos que de alguma forma tinham a ver comigo e com nossa nova vida no UK. Quando voltei a trabalhar a tempo inteiro, o blog tornou-se quase inexistente pois se mal tinha tempo para ver/estar com minha a familia, quanto mais para registar o que quer que fosse.

Mas parece que a vida tinha outros planos para mim e durante tempos menos bons, onde voltei a ter muito tempo entre maos, regressei algumas vezes ao blog para reler pequenos pormenores da nossa vida que de outra forma teriam ficado esquecidos da minha memoria. Tenho pena de nao ter conseguido registar melhor alguns desses lugares por onde temos passado, momentos em familia, pensamentos ou mesmo pequenas tiradas que me fazem sorrir.
Por isso quero deixar registada a sms que a M. me enviou um destes dias, para que num futuro distante eu possa voltar aqui e  sorrir...

M: " Just left watford, sorry I didn't message soober"
M:   sooner*

Acho que é a isto a que se chama um acto falhado, ou como se diz na giria popular fugiu-lhe a boca (neste caso os dedos) para a verdade...

Tuesday, 14 February 2017

💝💝
Belvedere Palace Museum, Vienna