Showing posts with label Imprensa. Show all posts
Showing posts with label Imprensa. Show all posts

Thursday, 14 October 2010

13 de Outubro

Uma história de Fé, Esperança e União. De uma nação pelo seu povo!
Uma história com final feliz, nesta data tão especial.

Wednesday, 21 July 2010

Should you go on a date ...

with your Husband?

É o titulo de um artigo que recentemente me chamou atenção.
E a resposta é óbvia.
Por vezes o dificil é passar das palavras aos actos. 
O simples facto de marcar um encontro num pub ou esplanada pode marcar a diferença ...
O amor faz milagres e muito mais em conta que uma Makeover*!

*Post ainda em Draft

Monday, 22 February 2010

Wednesday, 6 January 2010

A última viagem

...do Expresso do Oriente.
Este mítico comboio "fechou os olhos" em Dezembro de 2009. O Expresso do Oriente não era um comboio qualquer. Era O comboio. Um marco de elegância, mistério e aventura. Inpirador de sonhos, o Expresso do Oriente tornou-se uma lenda. Mas o seu  fim chegou. Aqui fica um pouco da sua história.

Thursday, 3 December 2009

Viver sem dinheiro

"Cheguei a conhecer uma história de um viajante que apenas tocava flauta na rua. Não era esmola... era um serviço que ele prestava ao tocar (a ao que parece muito bem)para quem passava na rua.
Por isso a minha antiga encenadora convidou-o pra jantar, deu-lhe dormida e ele recompensou ao tocar numa das actuações dela."

Quantos de nós conseguiriamos viver sem dinheiro?

Esta senhora há 13 anos que o faz!

Tuesday, 1 December 2009

Alma de viajante

Desde que aqui cheguei dei conta de muitas formas de viajar. Há quem tire Gap Years, faça voluntariados, quem participe em viagens para angariar dinheiro para charities, quem faça caminhadas, ou escale montanhas, e até tive uma colega que quando se reformou foi dar a volta ao mundo. Mas em Portugal parece que algumas experiências ainda não são bem vistas. Há falta de apoios. Para ler aqui.



Monday, 30 November 2009

Violência

Não consigo calar mais a minha revolta pelas noticias quase diárias sobre a violência que as mulheres portuguesas sofrem. Não gosto de trazer estes assuntos para o blog. No entanto não consigo deixar de manifestar o meu desagrado porque ninguém, mas mesmo ninguém, parece fazer nada para que estas situações mudem.
Numa das nossa ultimas férias aconteceu algo insólito, para nós. Já passaria da meia-noite, quando começamos a ouvir uma grande discussão no quarto por cima do nosso. Das vozes alteradas aos gritos foi um ápice. De seguida, partiram para a agressão. Ela trancou-se na casa de banho e ele passou a dar murros e pontapés na porta, ao mesmo tempo que numa choradeira pegada dizia que a amava e ela era a mulher da vida dele. A gritaria era tal que ouviamos palavra por palavra tudinho, embora falassem em inglês. Resolvemos ligar para a recepção a dar conta do sucedido. Nada aconteceu! Nadinha...
No dia seguinte como tinha dormido mal, a seguir ao almoço resolvi tirar uma sesta. Estava eu descansadinha quando começo a ouvir " oh, yes, yes!", sinal de que as coisas tinham voltado ao normal. Menos mal, pensei eu.
Nessa mesma noite... porrada novamente. De novo ligamos para a recepção e mais uma vez fomos... ignorados! No dia seguinte resolvemos ir falar com o representante, que nos disse tratar-se sempre de situações muito complicadas de lidar. Que essas situações são mais comuns do que imaginamos, especialmente quando bebem demais, e que a única coisa que poderia fazer era mudar-nos de quarto. Não aceitamos. Resolvi que não iria também eu ignorar a situação. No entanto e após a nossa insistência, disse que iria tentar averiguar se a jovem estaria bem. O certo é que nas noites seguintes as coisas acalmaram.
Nos dias de hoje, é muito triste ver, que o velho ditado "entre marido e mulher não metas a colher" parece ainda prevalecer .

Friday, 20 November 2009

Previsões

Não tenho uma bola de cristal mágica, mas depois de ler esta notícia, prevejo que vou ficar por aqui uns largos anos!

Wednesday, 1 July 2009

Caminhadas

Da próxima vez que vos apetecer dar um passeiozinho a pé, vejam bem onde pisam ... não vão tropeçar num tesouro de £250,000!!