Tuesday, 28 April 2015

Parar*


"Há dias em que o teu corpo te obriga a parar. Ouve o que ele te diz. Precisas de ti, inteira. Precisas mais de ti, do que dos outros. 
Cuida de ti. Cuida mais e melhor de ti. Fica atenta aos sinais que a tua pele te dá.
E nestes dias, em que precisas mais de ti, abraça-te. Não te preocupes com o resto do mundo. Porque o mundo vai continuar a ser o mesmo no teu regresso. E quem (e o que) tiver de esperar, se for importante, espera.
Repara em ti e celebra o que de melhor tens na (tua) vida: a tua saúde, o teu tempo, a tua liberdade, o teu amor, o teu pequeno mundo dos afectos.
E sabe, acredita com todas as forças, que algumas paragens que a vida te obriga a fazer, quando feitas no momento certo, ensinam-te a esperar pelo comboio que te leva ao destino. O teu.
Sim, pára e cuida de ti. O mundo pode esperar."
>>créditos texto: Às 9 no meu blog




*Sábias palavras durante a minha estadia forçada em Portugal...

Recomeçar

"Às vezes, a vida cai-nos aos pés com o peso e o frio de uma bola de chumbo."
in Recomeçar, Maria Duenas