Wednesday, 26 June 2013

Falta de Espaço

Quando embarcamos nesta Aventura da emigração, como tantos outros deixamos tudo para trás, a mala vinha carregada de Expectativas e Esperança. O apartamento que alugamos era pequeno. A cozinha então acho que nem em pensamentos tinha concebido uma mais pequena. Era mesmo básico. Tinhamos somente a mobília estritamente necessária. Não havia televisão, nem sofás, só mesmo um computador (a nossa janela para o mundo), uma mesa de jantar e 4 cadeiras que o R. comprara em 2ª mão, alem das 2 camas e um roupeiro. A casa estava sempre limpa e arrumada.
 
Quando compramos a nossa primeira casa cá, novamente nos cingimos ao essencial: um quarto, uma casa de banho, uma sala e uma cozinha. Durante quase 3 anos queixamo-nos da constante falta de espaço. Não havia quarto de visitas. Almoços e jantares para mais de 4, só no restaurante!
 
Quando adquirimos a casa actual, 3 quartos, 2 casas de banho, cozinha, sala de jantar e de estar, loft e garagem nunca nos passou pela cabeça que 4 anos depois estivessemos a queixar-nos do mesmo problema!! Até parece impossível! Manter a casa limpa e arrumada tem sido trabalhoso. E claro há sempre espaço para mais um ou mais dez na mesa de jantar!!
 
Tenho passeado os olhos por alguns blogs que abordam o minimalismo. Gosto do conceito e pergunto-me de quantos serviços de jantar precisa uma familia, quantos, faqueiros, serviços de copos, tachos e panelas? E será que precisamos mesmo de todos aqueles gadgets de cozinha? Máquinas de café então já lhes perdi a conta! Poderá parecer um contra-censo mas não me acho nada uma pessoa consumista. Simplesmente aprendi a valorizar o que tenho. No entanto, sinto que preciso de me libertar, de ter tempo para as coisas que mais aprecio, mas falta-me algo imprescíndivel :
Coragem para começar!!

Tuesday, 18 June 2013

Se não fosse trágico, até era cómico

"About a week ago, we were sitting outside a restaurant having an intense debate about the children, and I held Nigella's neck repeatedly while attempting to emphasise my point."
Charles Saatchi, for London Evening Standard
 
 
 

Monday, 17 June 2013

Apreciar*

 
* Valorizar, sentir afecto ou estima a uma pessoa...
(Dia do Pai)
 

Saturday, 15 June 2013

"A vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para a frente."
Soren Kierkergaard
 
 

Monday, 10 June 2013

Picnic @ Buscot Park

Como de costume quando o assunto é comida, só me lembrei de tirar fotos quando já só sobravam as migalhas. A ver se da próxima vez me organizo melhor! No entanto aqui fica um pequeno registo de mais um dia muito bem passado em familia. Tivemos sorte de visitar a casa, que nem sempre se encontra aberta ao publico. O meu favorito foi o Salão Dourado. As paredes são literalmente forradas com a colecção de quadros "The Legend of the Briar Rose", que ilustram a história da Bela Adormecida (não é a versão infantil). É mesmo uma belíssima obra de arte. O R. ficou encantado por poder partilhar connosco toda a sua sabedoria sobre relógios. E até a M. e a B. se divertiram a encontrar pistas das principais obras que fazem parte da Faringdon Collection. Eu já disse que as Cotswolds são uma das minhas regiões favoritas? Pois é! Nunca me canso.










P.S.- O Tearoom é seguramente um local a visitar...


Sunday, 9 June 2013

Attraction - Britains Got Talent Winner

         

O Britains Got Talent é um programa televisivo que tem como objectivo encontrar talentos e dar a oportunidade ao vencedor de participar num espectaculo final para a Rainha. Os Vencedores do Britains Got Talent deste ano não são britânicos, são Hungaros  mas escolheram o país para viverem, tal como nós. Conquistaram a nação, até eu fiquei comovida, com esta magnifica interpretação da Historia do UK. Vale a pena ver!

Thursday, 6 June 2013

Divagações

E se os dias tem estado bons, os fins de tarde tem estado ainda melhores.
Hoje na viagem de regresso depois de ter ido levar a M. ao Karate, deixei o pensamento voar até a um passado distante e relembrei com um misto de saudade e alguma nostalgia aqueles entardeceres quando ainda viviamos em Portugal e eu fazia mais de 180 km por dia  para ir levá-la  ao Club de Inglês, no Parque das Naçoes, em Lisboa. Assim que entrava na Ponte Vasco da Gama acelerava até ter o Tejo e a magnifica paisagem de Lisboa no meu horizonte. Depois abrandava e curtia o fantastico pôr do sol que sempre vislumbrava por detras dos altos edificios. Naquela altura, a M. tinha 4 ou 5 anos  e queria muito aprender a falar inglês para poder vir ter com o Papá, que já se encontrava a trabalhar na Inglaterra e que a M. via todos os dias "dentro" do computador...
E isto hoje porquê?
Porque recebi boas notícias!
Na caixa do correio, estava uma carta da escola da M. a dar-lhe os Parabéns pelo excelente desempenho no final de mais um ano escolar. Quaisquer que fossem os nossos receios iniciais em relação à sua adaptação a este nosso percurso de vida, e sua respectiva aprendizagem  não tinham razao de ser, já que ela parece continuar a dedicar-se às suas actividades com o mesmo gosto e garra que demontra desde pequena.
Esta semana começou o 9º ano. Ainda não me habituei. Embora me pareça um pouco estranho este método, compreendo que facilite bastante pois quando voltarem das férias em Setembro já conhecem os Professores, os novos colegas e começam logo a trabalhar com afinco e  energia redobrada.