Saturday, 26 September 2009

Oslo II

Após um pequeno-almoço bem reforçado onde não faltou o tipico salmão fumado, e feito o Check Out, a primeira visita do dia seria o Barnekunstmuseet (Museum of Children's Art). Neste museum encontram-se expostas verdadeiras obras de arte criadas por crianças de mais de 180 países, incluíndo Portugal. Deixamo-nos contagiar por um mundo único de magia, de cor, e emoções. Ficamos particularmente sensibilizados com uma pintura que ganhou um prémio internacional, cujo tema era "A child's dream of parents with more time". Nunca na minha vida me deparei com um museu assim!! Numa das salas há sessões para aprender a tocar alguns dos ritmos africanos com um verdadeiro nativo. Passamos lá o resto da manhã e foi com alguma relutância que partimos. Fica o link, já que fotografias não são permitidas.

A paragem seguinte foi o Vigelandspark, o famoso parque das esculturas. No entanto como o dia estava um pouco enublado e por esta altura começou a chuviscar, tivemos que apressar a visita, acabando por nos abrigar com um saboroso café e uns deliciosos waffles por companhia!!



Novamente a caminho, desta feita em direcção ao Nobel Peace Center. Uma vez aqui, não podiamos deixar de marcar presença na Árvore dos Sonhos.

Entretanto era hora de rumarmos à nossa surpresa.
Tinhamos lido na Blue que um antigo cargueiro havia sido transformado num espaço cultural, com café e um B&B. Achamos que seria uma forma diferente de passarmos a noite e uma verdadeira aventura para a M. As cabines, com duche privativo, eram simples. No entanto valia a pena por uma vista assim:


Após uma visita há Opera House, resolvemos ir explorar a zona de Aker Brygge, passeando junto ao mar e aos barcos antigos do porto. É daqui que parte o ferry 91 para Bygdoynes. Apesar dos museus a esta hora já terem fechado, num impulso decidimos apanhar o ferry e admirar o lindo pôr do sol que a esta hora reflectia uma paleta de tons alaranjados.



De volta a terra firme seguimos à procura de sitio para jantar. Queriamos experimentar a culinária local. Decidimo-nos por um dos restaurantes do porto que tinha pratos tipicos. As nossas escolhas recaíram no peixe, elegantemente apresentado e fresquíssimo.

Termino este post com a imagem que nos aguardava no regresso, a Opera House by night.

No comments: